Biograffia

DIVISAO.png

Jayne nasceu em Paranapuã, cidade típica do interior de São Paulo. Desde pequena, a cantora geminiana e de voz forte, sabia que havia nascido para cantar. Envolta em uma cultura extremamente sertaneja, Jayne partiu para os palcos logo aos seis anos de idade, cantando em festas na região. Na adolescência, passou a atuar em bandas, o que lhe deu toda a vivência e tarimba que tem hoje. Mas paralelo ao sonho de cantar, também cultuava o desejo de voar. 

 

Determinada, ela deixou o interior seguindo para São Paulo para estudar. Fez o curso de Economia na FAAP e trabalhou como aeromoça, acumulando mais de 7.700 horas de voo nacionais e internacionais. Mas o sentimento pela música e pelos palcos bateu mais forte. Em 1989, ela volta aos palcos, ganha o Festival de Música Sertaneja e o prêmio Sharp de revelação da música brasileira, entrando definitivamente para o cenário como cantora profissional.

 

Considerada hoje a melhor intérprete da música sertaneja, Jayne marcou este estilo musical com uma absoluta novidade: foi a primeira a cantar numa arena com elegância e beleza, montada em seu lindo cavalo branco adestrado, participando de aberturas de rodeio por todo o País. E por toda a dedicação a esse público e aos profissionais que movimentam esse universo, é que recebeu o título de "Rainha do Rodeio”, música que marcou seu primeiro trabalho, ao lado de “Se ainda existe amor” e “Estrada da Esperança”.

 

."Amigos para sempre", "Você vai ver", "Preciso ser Amada" e "Cavaleiros do Céu" tocaram em rádios de todo o País e rapidamente, Jayne despontou no meio musical, passando a integrar o primeiro time da música sertaneja e ser presença confirmada nos melhores rodeios do país. "A Solidão", versão de "La Solitudini", "Mississipi" e “Dia de Formatura” também alcançaram os primeiros lugares nas paradas das rádios brasileiras. 

 

Em seu quinto CD, Jayne gravou com feras do country americano, em Nashville, lugar considerado o berço da música country mundial. "Cowboy fora da Lei", de Raul Seixas, "Sem Você" (versão da música "Without You") e "O mais importante é o verdadeiro amor", lhe renderam o primeiro disco de ouro da carreira. No sexto trabalho, "Conta Comigo" foi o carro-chefe, além da versão "Um sonho a mais" (Unbreak my heart) e as sertanejas "Desde que te vi" e “Pombinha Mensageira”. 

 

Após um afastamento dos palcos por sete anos pra se dedicar ao nascimento de seu filho Bryan, Jayne voltou com o lançamento do disco "Recomeçar", em 2005. A canção de mesmo nome trouxe de volta o talento e encanto de uma cantora mais madura e apaixonada pelo que faz.  

 

No projeto "Mulher", Jayne comemorou 18 anos de carreira e gravou inéditas. Conquistou mais uma vez o coração de seus milhares de fãs com "Sacrifício", "Uma mulher quando ama"; "Eu não Desisto”, de sua autoria, e “Cuida de nós Nossa Senhora”, uma canção linda dedicada aos Cowboys do rodeio, voltando a fazer as aberturas das festas de peão em todo País.

 

Em 2013, realiza o sonho de gravar o disco "Coração Sertanejo", resgatando clássicos sertanejos como "Disparada", "Meu primeiro amor", "Canarinho prisioneiro", “Avenida Boiadeira” entre outros. 

 

Jayne é uma artista versátil. Ela também é apresentadora. Comandou dois importantes programas sertanejos. Na TV Record de Ribeirão Preto/SP apresentou o programa “Viola na Varanda” e no SBT/TV Alterosa de Minas o “Varanda Sertaneja”. Grandes artistas fizeram participações especiais nesses programas. 

 

Uma curiosidade: esse desejo nasceu com Hebe Camargo. Em suas inúmeras participações no programa da “Rainha da TV”, Hebe falava que” Jayne era uma artista completa e que tinha que apostar nesses projetos”.

 

Para comemorar 25 anos de uma carreira repleta de sucessos, a cantora gravou o DVD “Amigos para sempre” retribuindo o carinho de seus milhares de fãs espalhados por todo este imenso Brasil. O trabalho contou com as participações dos amigos Padre Alessandro Campos, Juliano Cézar, Thiago Servo, Matogrosso e Mathias, além de sua mãe Tereza Gomes. 

 

No projeto “Me Liga, Beijo, Tchau”, trouxe canções inéditas. A música tema, de autoria de Fátima Leão, foi a grande aposta da cantora que gravou um clipe especial que já tem milhares de visualizações e compartilhamentos nas redes sociais. Gravou a canção sertaneja “Desatino”.  

Em seu mais recente trabalho, Jayne resgatou a participação de amigos no CD “Encontros”. Um repertório impecável, e grandes participações: Edson & Hudson, Mato Grosso & Mathias, Nalva Aguiar, Padre Alessandro Campos, Tião Carreiro, Vavá, Juliano Cezar, entre outros... 

 

Agora em 2019, Jayne comemora 30 anos de carreira. Em comemoração a essa data, a cantora promete um ano cheio de novidades. Já foi gravado no Cowboys Bar, em São Paulo, o DVD “Acústico”. Jayne traz grandes sucessos do cancioneiro brasileiro e músicas inéditas. Gravou “Ainda Existem Cowboys” dedicado ao público sertanejo, “A mais bonita das noites”, “Como eu Chorei” que tem a participação da dupla Lourenço e Lourival, “Tristeza do Jeca” com Marcelo Viola & Ricardo, “Eu me traio com você”, com a participação especial de Fátima Leão, “Ainda bem”, sucesso de Mariza Monte, “Festa de Santos Reis”, de Tim Maia e duas músicas pra relembrar o tempo em que cantava ainda criança: “A Noite do Meu Bem” e “Modinha”.

 

O CD “Minhas Versões” que vai trazer grandes sucessos que marcaram a carreira da cantora. São versões de grandes artistas como: Shania Twain, Laura Pausini, Toni Braxton, Mariah Carey, Pussycat Dolls, Jhonny Cash, entre outros.E pra fechar com chave de ouro, o lançamento do livro “Estrada da Esperança”, uma biografia que vai contar toda a trajetória e as histórias que marcaram Jayne, uma das mais importantes cantoras da música brasileira.

 

Assessoria de Imprensa
(imprensa@jayne.com.br)